tags

2010

acetato

aerosoles

alive

alves/gonçalves

ana salazar

anabela baldaque

andreia filipa oliveira

andreia lobato

armindo teixeira

atelier do sapato

bárbara silva

brand^up

ca joias

calendário de desfiles

carlos gil

casting

celsus

celtic jeans

chocolate negro

cohibas

colecções

colectivo calçado

colectivo indústria

colectivos

comunidade

concreto

coxx

coxx borba

cristina miguel

de gier

dielmar

diogo miranda

dkode

domingo

eject

eject shoes

elizabeth teixeira

eugenio campos

fashion week2

fátima lopes

fatima lopes

fátima lopes homem

felipe oliveira baptista

felmini

fernando lopes

figuras públicas

filipe trindade

fly london

gaia

goldmud

hermar

id values

jordann santos

josé reis design

jotex

jovens criadores

julio torcato

júlio torcato

katty xiomara

leuna

lion of porches

louis de gama

luís buchinho

luís onofre

luis onofre

marco mesquita

marco sousa santos

miguel vieira

nobrand

odete barreiro

orfama

orfama antónio cunha

orfama by antónio cunha

outono/inverno 2010/2011

passatempo

paula borges

paula borges by lúcia borges

pedro pinto

pedro waterland

portugal fashion

press release

programa

red oak

rita bonaparte

sábado

segunda-feira

sexta-feira

silvia rebatto

sofia de almeida

sonia pratas

stiletto

story tailors

storytailors

storytailors narkë

tany calapez

tenente jeans

verão 2008

x & y couture

yes

todas as tags

Sexta-feira, 20 de Março de 2009
PORTUGAL FASHION PROPÕE “URBAN COLOURS” COMO ANTÍDOTO PARA O CLIMA DE PESSIMISMO

Quinze desfiles de criadores, marcas (vestuário/calçado) e jovens talentos da moda nacional

Estreia de Carlos Gil, estilista que veste a primeira-dama Maria Cavaco Silva

Regresso de Louis de Gama, designer radicado em Londres

Felipe Oliveira Baptista apresenta propostas de alta-costura que revelou na última Semana da Moda de Paris

Fátima Lopes encerra o evento com colecção que evoca a Virgem Maria

 

“Urban Colours” é o que o Portugal Fashion propõe como antídoto para o clima de pessimismo e desalento que invadiu a sociedade portuguesa. A sofisticação urbana, sensual e irreverente das colecções Outono/Inverno 2009/10 de jovens designers, criadores e marcas de vestuário/calçado vai certamente encher de entusiasmo a passerelle instalada defronte do El Corte Inglés Gaia Porto, em Vila Nova de Gaia, durante os dias 20 e 21 de Março. O programa desta 24.ª edição do evento contempla três desfiles colectivos, dois desfiles em parceria e dez desfiles individuais, sobressaindo no line-up os nomes de Anabela Baldaque, Carlos Gil, Fátima Lopes, Felipe Oliveira Baptista, Júlio Torcato, Louis de Gama, Luís Onofre e Storytailors.

 

O presidente da ANJE, entidade promotora do evento, sublinha ser “reconfortante verificar que, num período de recessão económica e de falta de confiança generalizada, a nossa Fileira Moda demonstra capacidade para apresentar as suas propostas em 15 desfiles no Portugal Fashion, o que é um número bastante considerável e auspicioso para o futuro”.

 

Para Armindo Monteiro, o “24.º Portugal Fashion vem provar que a Moda é um sector criativo e industrial que, não obstante a crise mundial, continua a demonstrar vitalidade e a revelar-se competitivo no mercado interno e externo”. Acresce que “o fenómeno da moda, pela criatividade e potencial de escapismo que lhe são inerentes, afigura-se como uma excelente via para esquecer as agruras do dia-a-dia”. Por tudo isto, “há uma obrigação nacional de apoiar o talento, a ousadia e o empreendedorismo dos diferentes agentes da Fileira Moda, em particular as marcas e os criadores”.

 

Mais: “Nos momentos difíceis exige-se de eventos com competências superlativas e prestígio internacional, como é o Portugal Fashion, um suplemento de energia, dinamismo e determinação em favor da promoção da Fileira Moda”. Neste sentido, acrescenta o responsável máximo da ANJE, “não se espere do Portugal Fashion um ‘baixar de braços’ perante a conjuntura adversa. Tal atitude é contrária ao nosso ADN. É de esperar, isso sim, maior empenho, espírito de sacrifício e criatividade”.

 

Neste contexto, Armindo Monteiro salienta a parceria com o El Corte Inglés Gaia Porto, parceria essa que permite, pela terceira vez, organizar no 6.º piso do centro comercial o Showroom Portugal Fashion. “Ao associarmo-nos a uma cadeia de armazéns com a dimensão e o prestígio do El Corte Inglés, estamos naturalmente a dinamizar a comercialização das criações dos estilistas e marcas nacionais”, diz o presidente da ANJE, acrescentando que “o volume de vendas dos últimos showrooms superou largamente as expectativas”.

 

Refira-se que Showroom Portugal Fashion termina este sábado, 21 de Março. Até lá, o público em geral ainda pode visitar o espaço expositor e adquirir peças das principais marcas e criadores portugueses. Com mais de 350 m2, o Showroom Portugal Fashion está aberto desde 9 de Março, entre as 10h00 e as 23h00. Armindo Monteiro aproveita ainda para enfatizar a importância dos restantes parceiros do evento: a Câmara Municipal de Gaia, “que tem dado um contributo importante na organização do Portugal Fashion”; a ATP (Associação Têxtil e Vestuário de Portugal), “cujo know-how é fundamental para o sucesso dos desfiles” e a APICCAPS – Associação Portuguesa dos Industriais de Calçado, Componentes, Artigos de Pele e seus Sucedâneos, “à qual devemos o facto de o calçado ser hoje uma das grandes atracções do evento”.

 

Felipe no céu

O programa do 24.º Portugal Fashion arranca no dia 20 de Março, às 20h00, com o desfile colectivo Metro Jovens Criadores, que conta com a participação dos designers de moda Andreia Lobato, Celsus, Autopsy by Jordann Santos, Odete Barreiro by Project ID e Tany Calapez. Segue-se o desfile de calçado da marca Strena, que é assinada por José António Strena, designer que se estreou no Portugal Fashion em Outubro de 2008.

 

O evento prossegue com um dos pontos altos desta 24.ª edição: a apresentação das propostas de alta-costura de Felipe Oliveira Baptista, que foram aclamadas, em Janeiro último, na prestigiada Semana da Moda da “cidade luz”. O criador radicado em Paris vai dar a conhecer, em Portugal, a colecção intitulada “Inquietude Supersónica”, onde avultam, segundo o autor, “silhuetas híbridas inspiradas num diálogo entre ciência e natureza”, entre “um avião supersónico e um pássaro”. As linhas são “decididas, assumidas e singulares”, enquanto a paleta cromática oscila entre “uma gama de cores intimistas areia, dez tons diferentes de cinzentos, preto e vários tons azuis: marinho, klein, ‘tempestade’”.

 

Cada uma destas cores “reflecte emoções diferentes: calma, energia e inquietude”. O criador privilegia, nesta colecção, os “tecidos técnicos misturados com flanelas de caxemira e lã”. “Jerseys de seda e viscosas”, “crepes de seda triplos” e “musselinas de seda” figuram entre as novas propostas de Felipe Oliveira Baptista. Trata-se, portanto, de um “patchwork de tecidos diferentes e aplicações de penas bordadas, coloridas e colocadas à mão”, resume o criador.

 

“As estampas são inspiradas em fotografias aéreas de pistas de karts”, emergindo ainda “linhas desencontradas e misturadas como representantes frenéticas de labirintos sem saída”. Durante o desfile, as manequins vão ostentar capacetes em pele pretos, com viseiras em plexiglass. O criador inspirou-se nos capacetes da aviadora norte-americana Amelia Earhart (1898-1937), a primeira mulher a realizar um voo transatlântico. De resto, a colecção incorpora outros elementos do vestuário de aviação, designadamente casacos e blusões. “L'air du temps?”, pergunta Felipe Oliveira Baptista.

 

A terminar a noite, o 24.º Portugal Fashion abre a passerelle às propostas para a estação fria da Celtic Jeans, Concreto, iD Values, Orfama e Paula Borges by Lúcia Borges. Num desfile colectivo, as cinco marcas estão encarregadas de demonstrar, uma vez mais, a criatividade, sofisticação e qualidade de confecção da Indústria Têxtil e de Vestuário portuguesa, a qual, apesar da retracção económica, continua a revelar vocação exportadora e capacidade para acompanhar as tendências da moda internacional.

 

A fechar o primeiro dia de desfiles, Anabela Baldaque apresenta a colecção “Um Dia Feliz”, na qual abundam, segundo a criadora, “pormenores fortes, entre folhos ‘casca de laranja’, jogos de pregas e nervuras em relevo. Os laços de grandes proporções enriquecem os tecidos já de si nobres: veludos, sedas e cetins com efeitos volumosos. Uma silhueta sexy de vestidos com decotes nas costas, decotes cai-cai ou com mangas em pregas e laços a demarcar a cintura.

 

As cores são de efeito changeant, entre o azul-violeta, o roxo-verde, o bege-castanho e os azuis-petróleo”, explica Anabela Baldaque. No sábado, segundo dia de desfiles, Sónia Pratas e Pedro Pinto vão partilhar a passerelle do Portugal Fashion a partir das 15h00, o mesmo sucedendo, um pouco depois, a Leuna by Elisabeth Teixeira e Diogo Miranda.

 

Segue-se o desfile individual de Rita Bonaparte, concluindo-se assim uma fase do evento dedicada a criadores que, apesar de jovens, vão dando passos seguros no seu processo de afirmação na moda portuguesa. Trata-se de designers emergentes que, pela qualidade do trabalho que têm vindo a desenvolver, conhecem agora a oportunidade de fazer desfilar as suas colecções em parceria ou individualmente. A meio da tarde, o Portugal Fashion propõe, em parceria com a APICCAPS, um desfile colectivo de calçado, desta feita com as colecções das marcas Atelier do Sapato by Macosmi, Cohibas, Dkode, Felmini, Fly London, Goldmud, Nobrand e Y.E.S. Refira-se que esta última marca, acrónimo de Yield Elegance Shoes, foi recentemente apresentada ao mercado na Micam, feira que tem lugar em Milão e é a maior do sector.

 

Criada em 2009, a Y.E.S. é primeira marca da empresa de Felgueiras A Jóia Calçado, empresa essa que sempre produziu para outras marcas. Constitui, por isso, mais um exemplo do vigor do sector do calçado, o qual continua, aliás, a ser um dos mais competitivos no mercado externo. Depois deste desfile, o programa do Portugal Fashion prossegue com a moda masculina de Júlio Torcato e a linha mais comercial dos Storytailors.

 

Sob a etiqueta Narkë, João Branco e Luís Sanchez criaram uma colecção que, como é hábito na dupla, se inspira na mitologia, desta feita em Ícaro. O filho de Dédalo voou demasiado alto em direcção ao sol e por isso a cera que prendia as suas asas derreteu, precipitando-o no mar. Agora, os Storytailors vêem espelhada na ousadia de Ícaro a vontade que têm de “lutar por um objectivo, com paixão e persistência, contra ventos e marés, vencendo contrariedades, por um momento de felicidade absoluta, ainda que efémera... como um desfile de moda”.

 

Carlos Gil, sob o signo de Maria Ainda antes da hora de jantar, Carlos Gil faz o seu debute no Portugal Fashion. Formado em Design de Moda no Porto e estabelecido há mais de dez anos no Fundão, o estilista veste, desde 2006, a fadista Kátia Guerreiro e é responsável pelo guarda-roupa da primeira-dama Maria Cavaco Silva, que enverga as suas criações em cerimónias oficiais, designadamente no estrangeiro. Não sabemos se será o caso das peças desta colecção Outono/Inverno, onde, segundo o criador, imperam propostas evening wear.

 

“O brilho da noite evoca reflexos com cor, transportando a mulher à simplicidade e elegância conquistadas”, diz Carlos Gil, a propósito da sua nova colecção. A noite de desfiles é ainda marcada pelas novas criações de Louis de Gama, que volta a participar no Portugal Fashion depois da sua estreia na 22.ª edição do evento, em Março de 2008. Radicado em Londres, o criador português de origem angolana vem ao evento organizado pela ANJE dar a conhecer uma colecção dividida em duas partes: a primeira parte “coloca em evidência vestidos que são leves como o ar e quase extravagantes na sua delicadeza”; a segunda é caracterizada “por casacos sem costas, xadrez em preto e bege”.

 

“O casamento dos dois lados da colecção ganha forma com exagerados volumes manufacturados em rosa, vermelho e pele preta, bem como com boleros de renda, que são colocados em vestidos com faixas de chiffon às pregas”, esclarece Louis de Gama. O calçado volta, pouco depois, a estar em destaque, desta feita no desfile de Luís Onofre. Para a estação fria, o designer propõe uma colecção que nos transporta para “tempos já passados, evocando as botas militares da Primeira Guerra Mundial, com um leque de cores e um trabalho de acabamento desconcertantes”.

 

Neste contexto, Luís Onofre privilegiou “os tons naturais, mel e castanho. Destaque ainda para o comum dos cinzas, que, com acabamentos inovadores no envelhecimento das peles, ganha novas formas nesta colecção, reforçando o look vintage”.

 

Fátima e a Virgem

O Portugal Fashion encerra, como habitualmente, com a colecção de Fátima Lopes, a mesma que a criadora fez desfilar no calendário oficial da Semana de Prêt-à-Porter de Paris, no dia 4 de Março. Para a próxima estação fria, a criadora propõe uma colecção “espiritual”, segundo palavras da própria. É que Fátima Lopes inspirou-se, imagine-se, nas madonas (representações da Virgem Maria com o menino Jesus), o que remete para um imaginário religioso e icónico onde a beleza e a santidade são sublimadas por vestes negras, misteriosas, quase místicas.

 

Neste contexto, a criadora descreve assim a sua colecção: “Silhueta sóbria, preta, quase austera, tal como as religiosas dos tempos modernos. Os cortes são estruturados, mas femininos”, o que significa que “a Madona/Virgem se torna glamourosa e livre”. O preto é a cor predominante nesta estação, preto esse que surge realçado com pequenas nuances de branco e vermelho-sangue. Para Fátima Lopes, trata-se de uma “colecção obscura e plena de graça”.

 

O projecto Portugal Fashion é da responsabilidade da ANJE – Associação Nacional de Jovens Empresários, em parceria com a ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal, e conta com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia e do QREN – Quadro de Referência Estratégico Nacional.

 

publicado por Equipa SAPO às 14:56
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De anonimo a 8 de Abril de 2009 às 10:15
Quando postam as fotos dos defiles?????
Por favor todos menos a fatucha....

Comentar post

posts recentes

BUCHINHO COMEMORA 20 ANOS...

ANA SALAZAR QUESTIONA VAL...

REGRESSOS ACENTUAM MODA D...

MODA NACIONAL“RE-MIXED”

Chocolate Negro - OUTONO/...

Diogo Miranda - OUTONO/IN...

Dielmar - OUTONO/INVERNO ...

Concreto - OUTONO/INVERNO...

Hugo Veiga - Jovens Criad...

Goldmud - OUTONO/INVERNO ...

Fly London - OUTONO/INVER...

Fernando Lopes - Jovens C...

Felipe Oliveira Baptista ...

Fátima Lopes OUTONO/INVER...

Elisabeth Teixeira - OUT...

DKODE - OUTONO/INVERNO 20...

[António Cunha] Orfama - ...

Nobrand - OUTONO/INVERNO ...

Luís Onofre - OUTONO/INVE...

Luís Buchinho - OUTONO/IN...

Luciana Teixeira | Jovens...

Lion of Porches - OUTONO/...

Júlio Torcato - OUTONO/IN...

Stiletto - OUTONO/INVERNO...

iD VALUES - OUTONO/INVERN...

Red Oak - OUTONO/INVERNO ...

Y.E.S. - OUTONO/INVERNO 2...

Storytailors - OUTONO/INV...

Celtic Jeans - OUTONO/INV...

Carlos Gil - OUTONO/INVER...

arquivos

Março 2010

Outubro 2009

Março 2009

Outubro 2008

Setembro 2008

Março 2008

Outubro 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Pub